Tecidos - Espumas - Artigos para Tapeçaria - Armazém Tecidos


É comum os consumidores ficarem em dúvidas a respeito das espumas dos sofás, cadeiras e poltronas! Quando entram na loja, não conseguem pessoas que expliquem de forma clara e convincente qual é a boa espuma para o assento de seu sofá, para o encosto, para proporcionar conforto ou a de melhor qualidade, portanto fiz esta matéria para esclarecer os principais pontos e ensinar o consumidor a ter e exigir em seu estofado espumas de qualidade.


 


 


 

Primeiro vamos informar o que é densidade; densidade é o peso de 1m3 de espuma, ou seja, é o peso que um colchão de 1.00 mt x 1.00 mt x 1.00 mt, ou de um colchão King Size de 1.90 x 1.60 x 0.33; portanto se quiser saber a densidade real da sua espuma basta pesá-la! Se uma espuma é D-33, ela deve ter 33 Kgs em 1 metro cúbico (m3), se você tem uma almofada de 40cm x 40cm x 10cm, basta converter para metros e multiplicar tudo que você terá o peso da almofada, se o peso for diferente do que resultar esta conta você está sendo enganado (considerar sempre 10% a mais ou menos de margem).


 

(É sempre importante pesar a espuma) 


 


 

Exemplo:


 

Almofada de 40cm x 40cm x 10cm = 0.40 mt x 0.40 mt x 0.1 mt x 33 Kgs = 0,528 Kgs (este é o peso de uma almofada D-33 nas medidas de 40x40x10 cm)


 

Sabendo o que é densidade e como conferir se você não está sendo enganado, vamos ao principal ponto que é a escolha da espuma.Nem sempre a espuma boa para determinada pessoa é boa para todas pessoas e isso está diretamente relacionado a dois pontos, o peso da pessoa e a necessidade de conforto.


 

Segue agora um passo a passo para determinar a sua espuma:


 

1o) Escolhendo a densidade para o assento: Como o sofá não é exatamente um móvel pessoal, podemos adotar um cálculo universal para que sua espuma atenda todos seus convidados, portanto eu sempre recomendo para assento a D-33 primeiramente, que atende pessoas de 71 a 100 Kg com até 1.80 mts de altura, mas podemos também optar pela D-28, pois ela tem mais maciez, mas esta espuma se limita a 90Kg, portanto podemos concluir que se pessoas em sua casa tiverem mais que 90 Kgs jamais optar por uma espuma D-28. Verificar o peso de quem vai usar o sofá é importante, se na sua casa as pessoas tiverem mais que 100Kg, podemos começar a pensar na D-45, ou em uma D-33 com mais de 20cm de altura, mas se for mais que 110 Kg, aí só a D-45 mesmo, que pode suportar até 150 Kgs.


 


 


 

2o) Buscando conforto no assento: Depois de escolher a espuma do assento, que tem que ser no mínimo D-28 como vimos no tópico anterior, a gente vai testar e ver o conforto. As vezes as espumas ficam muito duras e o sofá não fica confortável, é nesse momento que entra a espuma Soft. A espuma Soft nada mais é que uma espuma mais macia, devido aos componentes nela usados; portanto basta fazer uma camada de espuma soft na espuma escolhida que ela ficará mais macia, lembrando que devemos sempre seguir a regra,  mesmo Soft, se for para assento nunca usar inferior a D-28. Quanto mais espessa a camada de Soft, mais macio ficará, portanto podemos dosar a maciez do sofá deste modo, sendo que podemos inclusive chegar ao caso de uma super maciez fazendo a almofada 100% em espuma Soft. Como no mercado não é comum espumas Soft D-30 ou D-45, podemos usar o recheio da espuma em D-33 ou D-45 e a camada de espuma Soft ser D-28, isso não vai atrapalhar e nem deformar, pois a base será a espuma mais rígida.


 


 


 

3o) Escolhendo a densidade para o encosto: O encosto nunca sofrerá grandes cargas, portanto até mesmo uma D-20 pode ser usada, mas eu não recomendo, o ideal mesmo é começar com a D-23 e colocar no máximo uma D-28, senão a sensação será de estar encostando em uma pedra. Para aumentar a maciez podemos trabalhar com a D-23 Soft em camadas como explicamos no tópico anterior, ou até mesmo fazer o encosto 100% Soft, para ficar bem macio, há quem use a HiperSoft mas eu já acho que fica muito macio e perde conforto, podemos também usar Pluma de Silicone ao invés de espuma. Não recomendo o uso de flocos de espuma (espuma picada) no encosto, além de não dar um acabamento bonito, muitas vezes é espuma de aproveitamento e vem totalmente contaminada, por ser espuma velha e usada, portanto descarte esta idéia, não vale a pena economizar com isso.


 

(típica espuma de encosto / chanfrada)


 


 


 

4o) Acabamento final: Vai ser comum perguntarem se você vai querer ou não que usar manta acrílica nas espumas, isso serve para suavizar as imperfeições no assento e encosto e é ideal usar sim, mas lembrem-se, quanto mais espessa for a camada de manta, mais abaulado ficará o sofá, se sua intensão for um sofá extremamente reto, peça que usem a pena 1, caso prefira intermediário peça a pena 2, e se quiser uma aparência mais fofinha peça a pena 3; existe no mercado até pena 4, mas eu também não recomendo, acho que infla muito o estofado. No restante do sofá, sempre se usa as espumas por metro, que são vendidas em bobinas e tem geralmente 1.90 mts de largura; estas espumas são usadas em todo sofá, abaixo do tecido, para esconder as imperfeições da madeira e dar um toque final no acabamento, principalmente nos braços. Nesta etapa pode-se optar pela espuma D-23 ou D-28, ambas desempenharão bem seu papel, só fuja de densidades inferiores a isso, pois vão acabar não escondendo as imperfeições e com o tempo os defeitos da madeira vão começar a aparacer, e também evite espumas acima de D-33 nesta etapa para não comprometer a maciez, principalmente dos braços.


 


 


 

(manta acrílica envolvendo as espumas)


 


 


 


 

Bom, estas são nossas dicas para você virar um perito em espumas; e saber muito bem escolher na hora que for comprar ou reformar seu sofá. Se houverem dúvidas estamos sempre a disposição para atendê-los, nos contatem por email, pelo facebook ou pelo nosso site.


Armaz�m - Tecidos para Decora��o® por Dinamicsite